Feeds:
Posts
Comentários

Archive for 15 de junho de 2009

Sim, o secador não funciona. É quase uma relíquia na verdade. Mas Theo levou na sua bagagem pra Salvador, junto com uma maleta (aquelas de ferramentas) com outras biroscas, inluindo um bocal, um interruptor e uma caixa pequena. Tem até foto com ele no avião com a caixa na mão. Segundo ele, um exaustor.
Aí tá ele e o pai pelas ruas de Salvador e o secador na mão

Aí tá ele e o pai pelas ruas de Salvador e o secador na mão

Anúncios

Read Full Post »

 

Sair é uma novela. Como já disse. Theo precisa levar um brinquedo seu. E os brinquedos dele…. bem….

Isso pra gente é complicado. Na boa, às vezes até mesmo constrangedor: sair com um copo de liquidificar na mão, ou um cooler, ou um secador quebrado, ou uma caixa de papelão que na invenção dele vira uma máquina e tal…. venhamos e convenhamos, pode ser “bonitinho”, mas não é nada prático. Paciência também tem sido o nosso (pais) nome. Theo no médico com um cooler na mão, num restaurante com um secador e com a bomba da descarga …. pensem direitinho… (???).

Mas é isso: às vezes a gente tenta dar um ninja. Convence ele a deixar em casa. Isso é raro. Digo logo. Raríssimo. E quando a gente consegue, não quer dizer que ele “consiga”. Está aí ele e seu ventilador imaginário feito com a mão….

04052009245

Read Full Post »

 

theocasamento

theocasamento1

theocasamento2

Read Full Post »

Lindinho, não é?! Mas não foi simples assim não. Desde que soube que ia entrar na igreja travou-se um combinado: tia Beka e tio Cláudio dariam pra ele um ventilador assim que ele entregasse as alianças no altar. Pronto. Ou entrava e levava de volta o brinquedinho ou “negócio” desfeito. Theo foi aos ensaios, brincava em casa mostrando como iria fazer, mas, na boa, ninguém levava muita fé. Theo tem histórico de “bicho do mato” e quando emperra, não tem quem faça voltar atrás.

No dia, eu (mamãe), passei a cerimônia inteira avisando: Theo, o ventilador já está nas mãos do padre. Como ele só ia entrar na reta final, tive que ter uma paciência monstra. Ele não cabia nele de tanta ansiedade. Na hora certa: lá vai Theo toda “bossa”. : )

Assim que entregou a caixinha com as alianças, não saiu do altar. E mandou ver a pergunta na bucha para o padre: “cadê meu ventilador???”. 

A mulher do cerimonial entrou em cena saindo com ele. Silêncio na igreja, e todo mundo ouvindo: “mas cadê meu ventilador”. Vendo a cena, eu saí ao encontro dele pela lateral com o ventilador (aqueles vendidos em casa Japa) nas mãos. “Está aqui, Theo. O padre me entregou, meu filho”. : )) Risos geral. Ficou conhecido o combiando pela igreja toda. Nas fotos da família, logo após a cerimônia, está Theo e o seu inseparável ventilador.

Nas imagens também: ele enganando a própria ansiedade “vendo ventiladores” onde era conveniente enxergar. : )

ps1: detalhe: tá vendo essa flor (ventilador)? Ele entrou com ela.

theo_flor

theo_flor2

Read Full Post »